Quanto vale um Pulverizador Autopropelido?

24/09/2019

Categorias: Pulverizadores

Dentre as atividades relacionadas à mecanização, encontra-se a pulverização da lavoura, e o produtor sabe bem da importância e do valor dessa atividade.

Neste texto, vamos discorrer sobre pulverizadores autopropelidos, suas vantagens e benefícios.

E, além disto, você  terá a oportunidade de baixar um SIMULADOR para entender os custos envolvidos na operação de pulverização e simular custos em situações diferentes.

 

1- O que é um Pulverizador Autopropelido?

 

Pulverizador Autopropelido são máquinas agrícolas com motor e transmissão próprios, trabalhando de maneira independente. Realizam aplicações de defensivos agrícolas de maneira eficiente e principalmente, que possa fazer mais área em menos tempo, diminuindo o custo por hectare da operação agrícola.


De maneira resumida, Casali (2015) aborda os principais componentes de um pulverizador autopropelido.

Fonte: Casali, 2015. Adaptado de Manual de Operação Massey Ferguson 9030.

 

 

2- Vantagens dos pulverizadores autopropelidos

 

Podemos apresentar como vantagens do uso de pulverizadores autopropelidos:

 

  1. Aumento do rendimento operacional 
  2. Permite ser utilizado em fases mais adiantadas das culturas;
  3. Apto ao uso da agricultura de precisão
  4. Facilita o planejamento da atividade de pulverização;
  5. Maior segurança e conforto ao operador
  6. Custo menor por área pulverizada
  7. Maior velocidade de deslocamento da máquina.

 

3- Principais pontos para manter a qualidade de serviço de um Pulverizador

 

Manutenção e Limpeza

As manutenções, como a limpeza dos filtros do pulverizador e dos bicos, devem ser realizadas de acordo como preconiza o manual.

 

Regulagem das barras

Deve ser feito a regulagem do espaçamento entre bicos na barra e a altura da barra levando em consideração a altura da planta, ou seja, o estádio vegetativo em que a cultura se encontra.

Neste processo, deve ser verificado o ajuste das ponteiras presentes na barra, eliminando as folgas entre o encosto do terminal da barra e a estrutura metálica da ponteira.

Outro item a ser verificado é o movimento vertical da barra e o nivelamento das ponteiras em relação às barras e o ajuste do desarme das ponteiras.

 

Calibração

Para iniciar a calibração é necessário encher o reservatório do pulverizador com água.

Após ligar o pulverizador para o teste, deve-se verificar se há vazamentos nos filtros e nos bicos, se houver, deve-se fazer novas regulagens para estancar os vazamentos.

 

Pressão

Para calibrar a pressão, deve ser selecionada os comandos eletrônicos de dentro da cabine do pulverizador e deve ser calibrada na parte de fora do pulverizador em cada seção.

Deve-se abrir o manômetro e verificar se a pressão em cada seção está de acordo com a qual foi selecionada no comando eletrônico.

 

Medição da vazão

Para medir a vazão, colete o líquido de um único bico durante um minuto em um recipiente graduado.

Se em 1 minuto foi coletado 1000 ml, então, a vazão unitária é 1,0 L/min.

Se a barra tem 40 bicos, 1 L x 40 bicos = 40 L/min de vazão total.

Dessa forma, é possível saber a vazão total dos bicos.

Pode-se medir a vazão em todos os bicos presente na barra e verificar o desgaste destes, testando assim se todos os bicos estão apresentando a mesma vazão.

Se apresentar uma variação superior a 10% em algum dos bicos, recomenda-se trocar o bico em questão.

Se ocorrer entupimentos, recomenda-se, também, o desentupimento dos bicos, para que todos tenham o mesmo jato na pulverização.

 

Medição da velocidade do pulverizador

Para a medição da velocidade, marque uma distância conhecida, como por exemplo 50 metros e afaste o pulverizador do local demarcado, como por exemplo 5 metros, como mostrado na figura abaixo.

Fonte: UFRRJ

 

Esse afastamento serve para a estabilização da velocidade durante a medição.

Após isso, anote o tempo que o pulverizador demorou para percorrer essa distância.

Com a distância dividida pelo tempo sabemos facilmente qual a velocidade real da máquina.

 

As regulagens e calibrações das máquinas podem até parecer algo simples e banal, mas torna-se extremamente importante para o bom planejamento agrícola e de gestão da propriedade, melhorando assim a assertividade, o rendimento, e principalmente a redução do custo por hectare.

 

Clique aqui e faça o download do SIMULADOR de custo R$/hora de pulverização.

 

 

Obs. No celular, devido ao tamanho da tela, é mais custoso o uso do Simulador – é mais cômodo no computador

 

Os pulverizadores autopropelido da Massey Ferguson possuem uma nova tecnologia que, uma vez regulada a vazão para uma determinada  velocidade ;  se por qualquer razão, a velocidade seja alterada para mais ou para menos,  a memória da bomba aumenta ou diminui a vazão para manter a mesma vazão de liquido por hectare

 

Além das regulagens, calibrações, outros cuidados são importantes na pulverização:

 

  • Invista em capacitação, treinamento para o operador;
  • Utilize equipamento de proteção individual (EPI);
  • Utilize água de boa qualidade;
  • Cheque as condições climáticas antes de iniciar as pulverizações;
  • Cuidado com a deriva, pois pode prejudicar culturas vizinhas.

 

4- Qual a principal característica de um autopropelido

 

Dentre várias características, duas chamam atenção, sendo consideradas como principais:

1. Vão livre maior, que é a medida composta pela distância do solo até o primeiro ponto da estrutura da máquina
2. Um maior comprimento de barra.

Alguns modelos possuem a opção de aumentar ainda mais esse vão livre, permitindo a utilização em fases mais adiantadas da cultura, sem que ocorra danos à cultura no processo de pulverização.

 

5- Uso da Agricultura de Precisão

 

A Agricultura de Precisão (AP) veio para facilitar a gestão da propriedade, promovendo ganhos significativos na operação agrícola.

 

Como a área agrícola não é uniforme, ocorrendo variações no solo, na planta, entre outros, a agricultura de precisão propicia condicionar a aplicação considerando essa falta de uniformidade.

 

Os pulverizadores autopropelidos apresentam tecnologias que permitem realizar a AP na operação de pulverização, exemplo: 1) o uso da aplicação a Taxa Variável. 2) controle de aplicação bico a bico. 3) regulagem da altura da barra. 4) mapeamento da área já aplicada. 5) desligamento automático da seção para não ocorrer sobreposição de aplicação, entre outros.

 

6- Como escolher um bom pulverizador agrícola

 

A escolha do pulverizador vai depender basicamente de duas variáveis: tipo de cultura e tamanho da plantação.

 

Confira alguns itens que se deve atentar para acertar na escolha do seu equipamento de pulverização.

 

 Avalie o tipo de cultura

 

Culturas que necessitam de pulverização constante, requerem que se tenha equipamentos que faça mais área em menos tempo, e que principalmente, faça o serviço em janelas especificas, para essa finalidade, pela sua eficiência, recomenda-se os Pulverizadores Autopropelidos

 

 Leve em conta a área a ser pulverizada

 

A área a ser pulverizada vai determinar a capacidade da máquina a ser adquirida ou a quantidade de equipamentos necessária.

Quanto maior a área, maior deverá ser a capacidade de armazenamento. Assim, você não terá que parar o processo para reabastecer várias vezes e, ao mesmo tempo, não vai investir mais do que o necessário para suprir a necessidade da sua lavoura.

É preciso dimensionar a lavoura para concluir qual ou quais são os pulverizadores ideais e quantos serão necessários.

 

 Escolha fornecedores confiáveis

 

A escolha de um bom fornecedor também é determinante para a qualidade do pulverizador. Para ficar tranquilo, prefira fornecedores  que se preocupam em manter um bom relacionamento no pós-vendas – mecânicos treinados, peças de reposição etc.

 

Busque um fornecedor que demonstre interesse em oferecer qualidade e se tornar um parceiro na resolução dos problemas de quem atua no campo.

 

Por fim, com informações sobre os modelos disponíveis, dimensionamento correto da lavoura e o apoio de bons fornecedores, o agricultor tem grandes chances de escolher o pulverizador ideal.

 

Nesse quesito, a Massey Ferguson apresenta a série de pulverizadores MF 8125 e MF 9300.

Pulverizadores que atendem a necessidade dos produtores rurais com desempenho, ergonomia, segurança e acima de tudo: a confiança no equipamento que não deixa o produtor na mão.

 

Os pulverizadores autopropelidos Massey Ferguson apresentam tecnologia de ponta, robustez, aparato para agricultura de precisão, suspensão pneumática, garantindo melhor dirigibilidade e conforto. Suas funções permitem ao produtor controlar, ter qualidade e segurança no processo de pulverização.

 

 

7- Conclusão

 

O pulverizador autopropelido apresenta vantagens que faz com que o produtor tenha maior relação custo/benefício.

 

Torna-se importante para a melhor qualidade da operação agrícola, as regulagens e manutenções que se encontram no Manual de Operação para maior vida útil do equipamento.

 

É fundamental o dimensionamento de máquinas para que a pulverização seja sempre feita no momento certo e na dose certa.

 

Sua lavoura é sua empresa, por isso, você deve planejar as atividades, entre elas a de pulverização, para que você possa aumentar seus lucros.

Visite a Stéfani Massey Ferguson mais próxima de você e veja de perto as vantagens de se ter um pulverizador autopropelido Massey Ferguson.

*Referências: Caracterização, Avaliação e Classificação dos pulverizadores autopropelidos produzidos no Brasil. Manual Técnico sobre Orientação de Pulverização.